Há 3 anos cantor sertanejo morria em cima do palco depois de sofrer um infarte fulminante

Júliano Cézar morreu de forma trágica enquanto se apresentava no interior do Paraná (Foto: Divulgação)
Júliano Cézar morreu de forma trágica enquanto se apresentava no interior do Paraná (Foto: Divulgação)

Durante um show no Paraná, o cantor sertanejo Juliano Cézar sofreu uma morte súbita, deixando todos os presentes chocados

Hoje, dia 31, completa um ano de uma das maiores tragédias da música sertaneja: Juliano Cézar morreu após sofrer uma parada cardiorrespiratória durante um show em Uniflor, Paraná (PR).

O cantor, também conhecido como “cowboy vagabundo“, chegou a ser socorrido pela equipe médica do SAMU, mas não resistiu.

Juliano Cézar ganhou fama inicialmente pela canção “Não aprendi dizer adeus“, que logo foi regravada pela dupla Leandro e Leonardo, mas consagrou muitos outros sucessos, como “Cowboy Vagabundo”, “Rumo a Goiânia” e “Bem aos Olhos da Lua”.

Por seu álbum “Vida de Peão”, Juliano foi indicado ao Grammy Latino em 2001, além de ter dividido palco com inúmeros artistas sertanejos de grande porte.

O vídeo com o momento exato do ocorrido pode ser visto abaixo:

Confira a última música gravada por Júliano Cézar

O cantor sertanejo deixou uma música inédita gravada com a participação do cantor Sérgio Reis. “Mudança”. A composição é do autor Chico Amado, responsável por grandes sucessos como “Na Sola da Bota”, sucesso na voz de Rionegro & Solimões, “Vai Dar Namoro” e “Quer Casar Comigo” com a dupla Bruno & Marrone, “O Bicho Vai Pegar” entre outros.
Essa canção era o projeto dele do momento. Ele estava com muita expectativa e acreditava que seria o seu sucesso em 2020. Tenho certeza que vai ser, mas o lado triste é que ele não estará aqui curtindo tudo isso”, destaca Amado.

A canção “Mudança” é de 2009. Foi escrita por Amado e gravada por ele e pelo irmão, que juntos formam a dupla Chico Amado & Xodó. Há cerca de dois anos, Juliano manifestou interesse em regravar a canção e ao mesmo tempo realizar o sonho de cantar ao lado de Sérgio Reis. “Esse sempre foi um desejo dele. Ele estava muito feliz por isso”.

A regravação ainda não foi lançada oficialmente, mas o clipe já está no youtube. Natural de Passos, em Minas Gerais, Juliano Cezar residia em Ribeirão Preto. Foi a segunda vez que Juliano Cezar gravou uma música do compositor de Sumaré. A primeira foi “Vida de Peão”, em 2010, escrita especialmente para ele.

lytics>
Criador e fundador do Movimento Country. Radialista e Publicitário