Eduardo Costa se arrepende de ter apoiado Bolsonaro “Fui um Babaca”

O cantor sertanejo Eduardo Costa revelou ao jornalista André Piunti que se arrependeu de ter dado opinião política durante as eleições e ter defendido Jair Bolsonaro

Eduardo Costa, um dos nomes mais conhecidos do sertanejo nacional, já esteve envolvido em diversas polêmicas ao longo de sua carreira. Em uma recente entrevista, o artista admitiu que instigou muitas dessas situações, mas que se arrepende de ter se posicionado politicamente.

Segundo Eduardo, ele sempre gostou de estar na boca do povo, independente do tipo de assunto que estivesse sendo comentado. Ele afirmou que via as polêmicas como uma espécie de marketing, uma forma de chamar a atenção do público para si mesmo.

Um exemplo disso foi quando o Instagram se popularizou e Eduardo começou a postar fotos sem camisa e posando ao lado de carros de luxo. Ele afirmou que fazia tudo de caso pensado, querendo que as pessoas se interessassem por ele como artista.

No entanto, o cantor sertanejo admitiu que se arrepende de ter se envolvido em questões políticas. Segundo ele, essa postura fez com que muitas pessoas passassem a ter antipatia por ele, algo que o afetou profundamente.

Eduardo explicou que na época em que se posicionou politicamente, ele queria uma mudança que achava que era necessária, mas que depois percebeu que as coisas não eram tão simples como ele imaginava. Ele afirmou que todos os políticos têm defeitos e que as pessoas votam em candidatos diferentes por diversos motivos.

Eduardo Costa se arrependeu de posicionamento político

Eduardo Costa e Andre Piunti (Foto: Divulgação)
Eduardo Costa e Andre Piunti (Foto: Divulgação)

O cantor reconheceu que falhou com respeito com as pessoas ao tentar impor sua visão de mundo sobre elas e que se pudesse voltar no tempo, jamais falaria sobre política novamente.

Essa atitude de Eduardo Costa serve de alerta para outras pessoas que também utilizam suas redes sociais para se posicionarem politicamente. É importante lembrar que cada indivíduo tem sua própria visão de mundo e que respeitar essa diversidade é fundamental para uma convivência pacífica e harmoniosa.

Além disso, o caso do cantor também nos mostra como a fama pode ser uma faca de dois gumes. Por um lado, ela pode trazer muitos benefícios e abrir portas, mas por outro, pode expor as pessoas a críticas e polêmicas que podem prejudicar sua imagem pública.

No final das contas, o importante é que Eduardo Costa reconheceu seus erros e está tentando mudar sua postura em relação a esses assuntos. Esperamos que ele continue a fazer boa música e a trazer alegria para seus fãs.

O Movimento Country possui parceria com o Grupo UOL, que utiliza "cookies" essenciais e outras tecnologias semelhantes para a coleta e processamento de dados, os quais são feitos nos termos da política de privacidade do Grupo UOL Ok! Veja a política

Política de Privacidade e Cookies