Eduardo Costa é condenado a prestar serviços comunitários após humilhar Fernanda Lima

O cantor sertanejo Eduardo Costa terá que cumprir pena e indenizar a apresentadora Fernanda Lima após difamá-la em 2018

Fugindo de polêmicas e tentando reconstruir o prestígio de sua carreira, o cantor sertanejo Eduardo Costa acaba de se envolver em mais uma. Isso porque agora ele foi condenado em um processo movido pela apresentadora Fernanda Lima ainda em 2018, quando ele acabou a difamando na internet.

Na época, Fernanda Lima apresentava o programa “Amor e Sexo” nas noites da Globo, enquanto o sertanejo fazia campanhas incessantes a favor de Bolsonaro. Na ocasião, Fernanda terminou o programa com uma frase feminista, dizendo: “(…) Vamos sabotar a engrenagem desse sistema de opressão. Vamos sabotar a engrenagem desse sistema homofóbico, racista, patriarcal, machista e misógino”.

Em resposta, Eduardo Costa detonou a apresentadora em seu Instagram dizendo o seguinte: “Mais de 60 milhões de brasileiros e brasileiras votaram em Jair Bolsonaro e agora vem essa imbecil com esse discurso esquerdista. Ela pode ter certeza de uma coisa, a mamata vai acabar, a corda sempre arrebenta para o lado mais fraco e o lado mais fraco hoje é o que ela está. Será que a senhora só faz programa para bandido, para maconheiro, para esquerdista derrotado, e para esses projetos de artistas como ela? (…)”.

Fernanda, então, entrou na Justiça contra o namorado de Mariana Polastreli e travava uma batalha com ele desde então, até que a Justiça do Rio de Janeiro optou, nesta semana, por condená-lo por crime de difamação. Eduardo Costa terá que pagar uma indenização de R$ 31,5 mil e prestar serviços comunitários por 8 meses. A assessoria do cantor disse ao site Notícias da TV que ele não vai comentar sobre o assunto.

A juíza Maria Tereza Donatti, responsável pelo caso, alegou que as consequências do crime foram gravíssimas e resultaram em ameaças e ataques de ódio contra ela e sua família, que duram até hoje. De acordo com o tribunal, Eduardo Costa tentou, por meio de sua defesa, pedir a extinção do processo porque fez um vídeo pedindo desculpas alguns dias depois do ocorrido, mas não foi aceito por Fernanda Lima.

Leia Também:

PATROCINADO

Eduardo Costa tenta se livrar de polêmicas

(Foto: Reprodução/Instagram)
(Foto: Reprodução/Instagram)

Eduardo Costa viu sua carreira ruir após se envolver em diversas polêmicas nas redes sociais e nos palcos. O sertanejo, que já foi acusado de vazar fotos íntimas de Victória Villarim, foi indiciado recentemente por estelionato devido a negociação de uma mansão sua em Minas Gerais. Além disso, o desentendimento com o cantor Leonardo em 2020 fez que seu nome não fosse visto com bons olhos nos bastidores do show bussines.

No entanto, agora o cantor sertanejo quer recuperar a sua imagem junto ao público e ao mercado da música. De acordo com Hedmilton Rodrigues, Eduardo Costa contratou recentemente uma empresa especialista em reposicionamento de marcas e gerência de crises para recuperar a sua credibilidade.

Uma das primeiras ações do sertanejo foi reduzir drasticamente sua presença nas redes sociais, limitando-se a um número de postagens diárias, em sua grande maioria, postagens neutras que falam sobre música ou sobre pensamentos, ou sobre suas novas parcerias, como aconteceu neste último fim de semana, quando o cantor anunciou o lançamento do seu novo single com Edson e Hudson, que faz parte do projeto “Fora da Lei”.

“Eduardo Costa não é uma má pessoa, ele é uma pensa que fala sem falar, e não pensa no que fala”, observou Hedmilton Rodrigues que também comentou sobre o comportamento do sertanejo nos bastidores do seu show: “Eduardo Costa precisa aprender a respeitar as pessoas que trabalham ao seu lado. Eu fui muito bem recebido por ele no camarim do seu show, mas no mesmo evento, uma amiga minha aos prantos porque foi maltratada pelo cantor”.