Réu em em processo por estelionato, Eduardo Costa se desespera com decisão drástica da Justiça

O cantor sertanejo Eduardo Costa tenta a todo custo se livrar de um processo por estelionato, mas teve mais um pedido negado pela Justiça

Sempre envolvido em polêmicas e tentando recuperar o prestígio da sua carreira, Eduardo Costa vem há tempos com uma amarra na Justiça. O cantor sertanejo é réu em um processo por estelionato por causa da venda irregular de uma mansão em Capitólio (MG) e já apresentou algumas tentativas de se tirar dessa situação, todas sem sucesso.

Eduardo Costa foi processado por um casal após fazer uma troca de uma mansão em Capitólio por outra em Belo Horizonte, que ele tenta a todo custo vender atualmente. No entanto, parte da propriedade que o cantor sertanejo trocou estava construída em área irregular e sendo investigado pela Justiça. Inclusive, o Ministério Público Federal (MPF) havia pedido demolição parcial do terreno antes da venda, o que não aconteceu.

Em setembro do ano passado, o cantor e sua defesa já haviam feito o pedido para que a denúncia fosse extinguida, mas receberam uma grande negativa da Justiça. Agora, segundo novas informações do g1, a defesa do cantor sertanejo entrou com um novo pedido de suspensão do processo, que novamente foi negado pelo juiz responsável pelo caso.

Segundo a defesa de Eduardo Costa, “inexistiria justa causa para a persecução penal, uma vez que sem a imposição da obrigação de fazer consistente na demolição do imóvel ou reintegração da posse, não haveria diminuição do preço do bem”.