Vicente Escrig, ex-marido de Simaria, se revoltou com o andamento do processo pela guarda dos filhos e detonou a cantora e outros profissionais

A briga judicial entre Simaria Mendes e seu ex-marido Vicente Escrig está longe de acabar. Após acusar o empresário de um rombo milionário em suas contas, a cantora, que vem sendo criticada após esnobar Simone em um casamento, agora foi alvo de duras críticas daquele que é pai dos seus filhos.

Vicente Escrig voltou a utilizar suas redes sociais para expressar seu descontentamento com o processo judicial pela guarda de seus filhos, Giovanna e Pawel. Em uma série de postagens emocionadas, Escrig critica o sistema jurídico e acusa a cantora de comportamentos negativos.

No desabafo postado no Instagram, Vicente Escrig abordou a situação de maneira intensa, mencionando sua luta como uma batalha do bem contra o mal: “Incrível pensar que exista um mundo jurídico incapaz de preservar o mais sagrado que uma sociedade pode ter: as crianças. O que está acontecendo comigo e meus filhos é literalmente uma luta do bem contra o mal, se chama Satanás, se chama dinheiro”, disparou.

Em outro storie, o empresário fez referências diretas a possíveis quadros de desequilíbrios e narcisismo de Simaria, a quem já acusou de tais defeitos algumas vezes. Segundo Escrig, a cantora sertaneja inclusive já brigou com todos ao seu redor, desde empregadas até amigas:

“Apesar da raiva descomunal, apenas desejo a exposição perpétua dos pseudoprofissionais da justiça e da psiquiatria participando desta barbárie, servindo a uma lunática tantã que já brigou com empregados, colegas de profissão, famílias políticas, famílias biológicas, amigas, as poucas que tinha, parceiros de negócios, e que mostra um evidente desequilíbrio e narcisismo psicopata a cada aparição pública. A cada palavra, cada suspiro, a cada compra processual. Continuo na luta”.

Simaria ainda lembra com emoção da morte súbita do pai

(Simone e Samaria | Reprodução TV Globo)
(Simone e Samaria | Reprodução TV Globo)

Em uma entrevista emocionante para a rádio O Dia, Simaria, que vem sendo criticada por atitudes no casamento do seu irmão, compartilhou um dos momentos mais tristes de sua vida: a perda de seu pai, Antônio, quando ainda eram jovens e desconhecidas do grande público.

Nascidas em Uibaí, na Bahia, Simone e Simaria mudaram-se para Juína, no Mato Grosso, onde seu pai trabalhava como garimpeiro. A vida em uma região de garimpo era perigosa e marcada por violência: “Nós morávamos em uma casa de tábua no meio do Garimpo do Arroz. Um lugar muito perigoso e todo dia a gente via pessoas mortas”, contou Simaria em uma entrevista em 2016.

Simaria, a irmã mais velha, foi quem encontrou o pai morto, vítima de um infarto fulminante. O incidente ocorreu pouco antes de seu aniversário, um momento que deveria ser de celebração, mas que se transformou em uma lembrança dolorosa: “Meu pai era assim: quando você chamava, ele atendia logo. Ele não respondeu e quando eu fui ver, ele estava deitado no chão. Lembro até hoje. A água caindo nos pés, como se tivesse sentido alguma dor”, relembrou Simaria.

A perda do pai foi um golpe duro para as irmãs, que ainda eram muito jovens e estavam começando a trilhar seu caminho na música. A tragédia, no entanto, não as impediu de perseguir seus sonhos. Pelo contrário, tornou-se uma fonte de força e determinação, impulsionando-as a alcançar o sucesso que têm hoje.

Share.