O pequeno Léo, filho de Marília Mendonça e Murilo Huff, ainda não foi diretamente informado da morte da cantora sertaneja

A morte de Marília Mendonça está prestes a completar 2 anos e recentemente teve a divulgação dos culpados pelo acidente. Embora suas músicas continuem entre as mais tocadas e seu legado representado mas maiores premiações do planeta, nem todo mundo entende sua morte, em especial o seu filho Léo.

Fruto de um relacionamento entre Marília Mendonça e Murilo Huff, que chegaram a namorar em segredo durante 2 anos, Léo tem apenas 3 anos e encanta a internet com vídeos e fotos publicados nos perfis de familiares.

No entanto, em uma entrevista ao programa “É de Casa”, da TV Globo, Murilo Huff revelou que seu filho não sabe oficialmente da morte de Marília, e ainda não entende o que aconteceu com ela. Segundo o sertanejo, quando Léo estiver mais velho será informado de tudo:

“Ele ainda é muito novinho para entender o que aconteceu, a gente ainda não explicou com detalhes pela pouca idade que ele tem. Claro que a gente fala dela, mostra foto, mostra vídeo. Ele sabe quem é a mamãe”, desabafou o cantor sertanejo.

Em seguida, Murilo Huff continuou: “No momento certo, a gente vai explicar tudo o que aconteceu e ele com certeza vai saber quem foi a mãe dele como profissional e principalmente como pessoa, como mãe”.

Culpados da morte de Marília Mendonça foram definidos

Marília Mendonça conquista números impressionantes e quebra recordes mundiais (Foto: Divulgação)
Marília Mendonça conquista números impressionantes e quebra recordes mundiais (Foto: Divulgação)

Na última quarta-feira, dia 04 de outubro, a PCMG (Polícia Civil de Minas Gerais) divulgou, durante uma coletiva, a conclusão do inquérito sobre o acidente que matou Marília Mendonça e outras 4 pessoas, indicando que o acidente poderia ter sido evitado pelo piloto Geraldo Medeiros e o copiloto Tarcísio Viana, apontando negligência de ambos no caso.

Segundo o delegado Ivan Lopes Sales, não era obrigatório que as torres e fios de eletricidade tivessem sinalização no local, e que caberia ao piloto e copiloto analisarem a permanência de obstáculos em seu caminho: “Era um dever de quem comandava a aeronave ter feito essa análise prévia”, disse.

Dessa forma, a Polícia Civil de Minas Gerais concluiu que Geraldo Medeiros e Tarcísio Viana, piloto e copiloto, respectivamente, cometeram 3 homicídios culposos (quando não há a intenção de matar). Como os tripulantes também morreram no acidente, foi extinguida a punibilidade para ambos. Por fim, foi sugerido o arquivamento do inquérito.

Família da cantora sertaneja não ficou satisfeita com a sentença

(Marília Mendonça | Foto: Divulgação)
(Marília Mendonça | Foto: Divulgação)

Após a conclusão do caso e definição dos culpados, João Gustavo, irmão de Marília Mendonça que desistiu da carreira de cantor sertanejo após o acidente fatal da cantora, resolveu se pronunciar sobre o caso em uma entrevista ao colunista Gabriel Perline, do UOL.

A família de Marília Mendonça, que acompanha a investigação desde o primeiro momento, sente que a justiça ainda não foi feita e não concorda que o piloto e copiloto da aeronave tiveram culpa no acidente.

“Faltou transparência. Para a família continua a dúvida. Achamos que para eles foi cômodo culpar os pilotos e isentar a companhia energética de Minas Gerais. Eles mesmo se culparam sinalizando os fios de alta tensão após o acidente. Isso é um fato, e contra fatos não há argumentos”, disparou.

“Assim que o inquérito for entregue ao poder judiciário, iremos acompanhar e indagar certas questões que ainda não foram respondidas. Minha mãe, assim como eu, espera respostas claras e objetivas. Acreditamos que a justiça ainda não foi feita e o caso não foi solucionado”, encerrou ele.

Share.