Gusttavo Lima seria tão grande como é se Cristiano Araújo estivesse vivo?

Sei que pode soar um tabu principalmente para os fãs e os amigos dos cantores em questão, mas a pergunta é a seguinte: será que Gusttavo Lima faria tanto sucesso se Cristiano Araújo estivesse entre nós?

O cantor sertanejo Cristiano Araújo morreu aos 29 anos em um trágico acidente entre as cidades de Morrinhos e Pontalina, em Goiás.

Em 2015, ano do acidente, o filho mais velho de João Reis estava em uma carreira ascendente e meteórica após a gravação do seu último registro audiovisual, o “In The Cities” que foi gravado no ano anterior em Cuiabá (MT). Na ocasião o cenário da música era bem diferente.

Nós tínhamos o Lucas Lucco que tinha estourado com a música “Mozão”, Luan Santana e Gusttavo Lima ainda dividiam o mesmo público e o movimento musical chamado “Feminejo” começava a dar os primeiros passos com o surgimento de Naiara Azevedo e Marília Mendonça.

No entanto, após a tragédia que tirou a vida de Cristiano Araújo, a música sertaneja passou por uma nova configuração, fazendo com Wesley Safadão avançasse para o Sudeste e para o Sul do Brasil e que aos poucos, Gusttavo Lima se afastasse da imagem de pegador e passasse ser considerado como um “homem de família”, após seu casamento com Andressa Suita que aconteceu em outubro de 2016.

A partir da sua mudança de imagem e também de repertório, pois Gusttavo Lima abraçou com força o movimento da bachata, inspirado em artistas como Romeu Santos e Prince Royce, e sua carreira embalou de forma definitiva se tornando o maior artista sertanejo da atualidade com mais de 44 milhões de seguidores no Instagram e mais de 12 bilhões de visualizações no YouTube.

Leia Também:

PATROCINADO

Será que Gusttavo Lima conseguiria o mesmo sucesso com Cristiano Araújo vivo?

(Foto: Reprodução Instagram)
(Foto: Reprodução Instagram)

Se você pretende acompanhar a nossa análise até o final, você terá que deixar de lado a paixão arrebatadora pelo seu artista, pois afinal de contas poderemos discordar de algum ponto de vista, mas uma coisa é certa. Talvez, se Cristiano Araújo não tivesse morrido de forma trafica, a música sertaneja poderia ter seguido por outro caminho.

A diferença principal entre os dois é que Cristiano Araújo focava mais em histórias de amor nas músicas do seu repertório. Além de ser um excelente compositor, ele contava ainda com a ajuda do seu irmão Felipe Araújo e com nomes de peso como Marília Mendonça que compôs “De quem é a culpa”, para o sertanejo.

Gusttavo Lima sempre teve um apego mais para balada, festa e apostou em um ritmo na época pouco conhecido aqui no Brasil. A Bachata foi um nicho escolhido pelo cantor após ele conhecer o mercado gigantesco que o ritmo tem na América Central. Talvez a sua escolha tenha sido feita em um momento de planejar uma carreira internacional, algo que o cantor já firmou que deixou de lado.

Não há dúvida que as músicas de Cristiano Araújo fazem muito falta nos dias de hoje, e poderemos matar um pouco dessa saudade após o lançamento do seu álbum póstumo, que deve acontecer nos próximos dias, mas longe de ser uma ameaça para Gusttavo Lima, que já se consolidou entre seu público e de fato é o maior nome da música sertaneja na atualidade.

Resta saber qual serão as próximas tendências com a retomada dos shows e surgimentos de novos nomes da música sertaneja como Juan Marcus e Vinícius, Hugo e Guilherme, Guilherme e Benutto, entre outros.