Eletricista processa Gusttavo Lima em R$ 48 mil após ter número divulgado em música

Pedreiro processa o cantor sertanejo Gusttavo Lima após ter seu número de telefone falado (Foto: Divulgação)
Pedreiro processa o cantor sertanejo Gusttavo Lima após ter seu número de telefone falado (Foto: Divulgação)

Um dos maiores sucessos do Gusttavo Lima tem tirado o sono do cantor sertanejo, uma vez que vem rendendo vários processos para sua conta

A música “Bloqueado” foi um mega sucesso e trouxe ótimas conquistas para Gusttavo Lima, mas também grandes dores de cabeça e uma série de processos judiciais. O motivo para isso é o número de telefone divulgado na música, que tem perturbado muitas pessoas com ligações e mensagens de fãs do cantor sertanejo todos os dias. Uma dessas vítimas é um eletricista de Florianópolis, em Santa Catarina, que processou o Embaixador e o Movimento Country teve acesso exclusivo aos autos do processo.

Conforme comprovado nos documentos enviados pelos seus advogados, o eletricista trabalha como autônomo e recebe frequentemente mensagens e ligações de clientes solicitando seus serviços. No entanto, com o lançamento da música de Gusttavo Lima tudo mudou, já que ele “passou a receber uma enxurrada de ligações e mensagens via WhatsApp de fãs do cantor, interrompendo totalmente sua privacidade, intimidade e, principalmente, prejudicando sua vida profissional”, conforme diz trecho do processo.

Dessa forma, o eletricista passou a desligar seu celular devido aos incômodos incessantes, o que acabou o impedindo de atender seus clientes. Ao todo, mais de 600 pessoas mandaram mensagens para seu número, o que fez com que o eletricista procurasse a Justiça. Agora ele pede uma indenização de R$48.480,00 por danos morais, além da retirada do número de telefone da música “Bloqueado”.

A defesa do cantor apresentou uma contestação na Justiça pedindo que Gusttavo Lima seja retirado do processo, uma vez que ele é somente intérprete e não compositor dos versos que trazem o número de telefone. Os advogados ainda alegam que os prints de chamadas e mensagens apresentadas não se configuram como provas perante a Justiça por serem passíveis de manipulação.

Além desses argumentos, a defesa do cantor sertanejo declara que o “recebimento de uma ligação e algumas mensagens, por si só, não é causa suficiente para o recebimento de danos morais” e que “somente configura dano moral a dor, angústia e humilhação de grau intenso e anormal”.

Leia Também:

Justiça condenou Gusttavo Lima a pagar aposentado

 

(Gusttavo Lima | Foto: Reprodução YouTube)
(Gusttavo Lima | Foto: Reprodução YouTube)

Gusttavo Lima foi condenado pela Justiça de Minas Gerais a pagar uma indenização para um idoso, após ter um número de telefone idêntico ao citado na música ‘Bloqueado’, lançada em 2021. Ele, que mora em Pará de Minsa (MG), entrou com uma ação contra o cantor sertanejo e venceu.

De acordo com informações do jornal O Globo, a juíza Silmara Silva Barros, autoridade responsável pela homologação da sentença, compreendeu que se tratava de um caso de violação de privacidade, e condenou o ‘Embaixador’ a desembolsar R$ 10 mil.

Em defesa, o cantor sertanejo Gusttavo Lima afirmou que é apenas o intérprete da canção, e não devia ser o alvo da ação judicial. No entanto, a sentença apontou que o músico influenciou seus milhares de seguidores das redes sociais a ligarem para o número.

O idoso relatou à Vara Civil de Pará de Minas que são tantas chamadas que ficou impossível utilizar o celular. Ele relatou ao processo mais de 100 conversas no WhatsApp com referências à música e mais de 200 ligações e números bloqueados.

O requerido Nivaldo Batista Lima (real nome do sertanejo), por meio de seu perfil na rede social Instagram, onde possui mais de 40 milhões de seguidores, acabou por estimular seus fãs a ligarem para o número (…) idêntico ao contato do autor”, diz o inquérito envolvendo Gusttavo Lima.

Nesse aspecto, a conduta do requerido Nivaldo que se revestiu de culpa, uma vez que foi imprudente, considerando que as suas publicações, em razão do número expressivo de seguidores, ganham alcance nacional, despertando reações e atitudes diversas.”, pontuou.

Gusttavo Lima foi condenado pela Justiça de Pará de Minas com processo voltado à sua música “Bloqueado”. A causa inusitada se deu pela citação do número de um homem na composição. Segundo a decisão feita no último dia (14), o embaixador deverá pagar R$ 10 mil à vítima. A juíza do caso, Silmara Silva, bateu o martelo afirmando que a privacidade do autor foi violada.

lytics>
Criador e fundador do Movimento Country. Radialista e Publicitário