Traficante que ameaçou Gusttavo Lima de morte é presa

Após levar um verdadeiro susto ao ser ameaçado de morte no fim de semana, Gusttavo Lima respira aliviado com prisão de suposta traficante

No último fim de semana, Gusttavo Lima foi ameaçado de morte por uma suposta traficante que fez um vídeo dizendo que ia rolar tiro depois da apresentação do cantor sertanejo na cidade de Palmas, no Tocantins, e que aquele seria seu último show. Na ocasião, as informações que correram foram de que o sertanejo teria reforçado a segurança para garantir sua integridade física.

Agora chega a informação, publicada pelo site OFuxico, de que a mulher que se chama Karine e é conhecida como ‘Banguela‘, suposta traficante que atuava no sul de Palmas, foi presa no último final de semana. A prisão da traficante aconteceu horas antes do show do cantor sertanejo Gusttavo Lima no Estádio Nilton Santos.

A rápida viralização do vídeo foi o principal motivo para a prisão da traficante, e a assessoria de imprensa do cantor sertanejo também se pronunciou dizendo que tomou conhecimento das ameaças feitas por Banguela, mas negou que reforçou a segurança: “Não foi tomada nenhuma medida diferente”.

Na internet, fãs se mostraram preocupados com o Embaixador e mandaram diversas mensagens de apoio ao cantor sertanejo, que passa bem após o susto e as ameaças.

Leia Também:

Equipe do cantor se pronuncia sobre derrota em processo

(Foto: Reprodução/Internet)
(Foto: Reprodução/Internet)

Nos últimos anos, o cantor sertanejo Gusttavo Lima vem sendo envolvido em vários processos judiciais, sejam movidos por ele ou por outras pessoas. No entanto, dessa vez o desfecho pode acarretar em um rombo de R$ 20 milhões na sua fortuna milionária, que é uma das maiores entre os cantores sertanejos, e o motivo é a composição da música “Fora do Comum“.

Isso porque o compositor André Luiz Gonçalves da Silva, que usa o nome artístico De Lucca, está processando Gusttavo Lima em R$ 20 milhões por danos morais. Ele alega ser o único compositor da faixa e acusa o cantor sertanejo de ter fraudado os créditos da faixa, se colocando como co-compositor da música ilegalmente.

O processo já leva anos na Justiça e essa semana foi tomada uma nova decisão contra Gusttavo Lima: o sertanejo teve um pedido para arquivar o processo negado pelo juiz responsável, que definiu que o processo deve voltar a tramitar na primeira instância do Tribunal de Justiça de Goiás e deu mais tempo para o acusador preparar provas comprovatórias.

Com a decisão, surgiram boatos de que Gusttavo Lima já havia perdido o processo contra De Lucca e teria que arcar com a indenização de R$ 20 milhões. Quanto à isso, a equipe do cantor sertanejo se pronunciou em nota enviada para a imprensa para esclarecer os fatos:

“Fica mantida a decisão da segunda instância do Tribunal de Justiça de Goiás, que havia determinado a remessa do processo para a primeira instância. Dessa forma, o processo voltará para a primeira instância do TJ-GO para analisar o mérito da demanda”, diz a assessoria.