Instagram cancela e apaga história de Cristiano Araújo

0 54.689

Fãs e amigos do cantor Cristiano Araújo se revoltaram após serem pegos de surpresa na tarde desta quarta-feira (17).

Tudo porque o perfil do Cristiano Araújo foi desativado do Instagram. O cantor, antes de morrer em junho de 2015, usava a rede social com frequência para interagir com seus milhares de seguidores. E mesmo depois de sua morte os fãs visitavam a pagina para deixar mensagem carinhosas e matar a saudade do sertanejo.

Em poucos minutos artistas e amigos próximos se manifestaram, pedindo ao “Instagram” que reativasse o perfil de Cristiano Araújo.

Flaney Gonzallez, que era fotógrafo de Cristiano e escreveu o livro Onze Mil Horas – que conta a trajetória do cantor e a forma simples como ele lidava com a fama mesmo quando a câmera fotográfica estava desligada –, manifestou-se em seu próprio perfil: “Só um vazio. Era tão vivo aqui. Meu pedido como de tantos outros que sentem falta da pessoa, do artista…que vinham sempre aqui ler o que escreveu ou as fotos que postou. Por favor Instagram, não apague a conta do Cristiano Araújo dessa forma. Deixe continuar em modo memorial, em outro trecho da linha do tempo”.

Flaney continua o manifesto: “Sim, a gente voltava e passava um bom tempo revendo fotos, lendo legendas, matando ou aumentando a saudade. Não é justo apagar tudo assim Instagram”, finaliza o amigo.

A morte de Cristiano Araújo

Cristiano e Allana morreram em 2015
Cristiano e Allana morreram em 2015

Cristiano e a namorada Allana Moraes morreram em um acidente de carro na volta de um show, em Morrinhos (GO), em 24 de junho de 2015. O artista era reconhecido por características como o amor à família, paixão por futebol e bom humor.

No dia do acidente, o nome de Cristiano Araújo ficou em 1º lugar como trending topic (tendência global) da rede social Twitter em todo o mundo, com quase 60 mil citações por hora. Um ano depois, ele era o artista mais tocado nas rádios do país. A página dele no Facebook tem atualmente 8,9 milhões de seguidores.

O artista morreu no auge da carreira, pouco depois de ganhar palcos internacionais, deixando um CD com músicas inéditas em produção. Na época, namorava havia 1 ano e 2 meses e sempre demonstrava estar apaixonado. Ele deixou dois filhos – João Gabriel, de 7 anos, e Bernardo, de 2, na época, frutos de relacionamentos anteriores.

Deixe uma resposta