Leonardo decreta o fim do “Cabaré” após polêmicas com Eduardo Costa e Bruno e Marrone

Palco para grandes polêmicas e excesso de bebidas, o “Cabaré” de Leonardo está com os dias contados e poderá ser engavetado em breve

Leonardo estava enganado quando achou que o rompimento com Eduardo Costa fosse resolver seus problemas com o “Cabaré“. Desde a saída do ex amigo, que diz ser o criador do projeto, vários nomes passaram pelos palcos do “Cabaré”, mas nem todos agradaram o público da mesma forma. No entanto, a polêmica da humilhação do cantor Bruno para com Marrone na última transmissão pode ter sido o estopim para o pai do Zé Felipe. 

Segundo uma fonte próxima a Leonardo, ouvida exclusivamente pelo Movimento Country, o cantor sertanejo está decidido em colocar um ponto final no “Cabaré”. Mas calma, o projeto não será cancelado agora, visto que há quase 100 datas da turnê para cumprir e mais um cruzeiro no fim do ano.

Leonardo deve encerrar o “Cabaré” assim que os compromissos com Bruno e Marrone chegarem ao fim, o que acontece ainda em 2022. Para o ano que vem, conforme relata a fonte, o cantor sertanejo pretende focar em projetos pessoais e se esquivar das polêmicas que o projeto sempre traz para a sua vida.

A maior motivação para Leonardo cancelar o “Cabaré” são as polêmicas que rondam o projeto desde o rompimento com Eduardo Costa, ainda em 2020. O cantor sertanejo estaria incomodado com tamanha exposição e, por isso, teria tomado a decisão drástica de cancelar o projeto.

Vale lembrar que foi esse projeto, ao lado de Eduardo Costa, que ajudou Leonardo a voltar para a exposição nacional após anos de sucesso ao lado do irmão Leandro. O sertanejo sempre teve uma carreira sólida, mas a parceria com Costa foi essencial para voltar a colocá-lo entre os mais tocados das rádios e disputados por contratantes de shows.

Leia Também:

Gusttavo Lima e Marília Mendonça reergueram o projeto

(Foto: Reprodução/Instagram)
(Foto: Reprodução/Instagram)

Após a fatídica live “Cabaré” em 2020, que acabou na ruptura entre Leonardo e Eduardo Costa, o projeto continuou. Apesar do público ter se revoltado com as polêmicas, dois nomes foram essenciais para reerguer o projeto e trazer de volta o prestígio do “Cabaré”: Gusttavo Lima e Marília Mendonça.

O Embaixador participou de algumas transmissões com Leonardo e, para muitos, o resultado foi inesquecível. Apesar de ter gerado algumas polêmicas com o excesso de bebidas e piadas com a cara do veterano, que acabaram incomodando até especialistas da música, Gusttavo Lima segurou as pontas do “Cabaré” após a edição com Eduardo Costa.

Não só isso, o cantor sertanejo disparou a audiência e atingiu grandes picos de telespectadores, mas não o suficiente para quebrar o recorde da primeira live. Além de Gusttavo, Marília Mendonça foi uma peça importante para que o “Cabaré” pudesse ter o apreço do público como antes.

A saudosa ‘rainha da sofrência’ foi a primeira – e única – mulher a participar do “Cabaré” e fez história com a sua participação ao lado de Leonardo, Bruno e Marrone e Jorge e Mateus. Encantadora e com uma voz potente, Marília ainda teve que ter um grande jogo de cintura para esquivar das piadas do cantor Bruno, que em certo momento foi até acusado de homofobia.

Dessa forma, sem o carisma e sucesso de Gusttavo Lima e Marília Mendonça, aliados a Leonardo, possivelmente hoje o “Cabaré” não chegaria onde chegou. Eduardo Costa caminhou muito bem, mas após um deslize grotesco, os sertanejos seguraram as pontas e mantiveram a grandiosidade do projeto que ele criou.