Início Notícias Sertanejas Cantora sertaneja Marília Mendonça é única mulher entre os dez artistas mais...

Cantora sertaneja Marília Mendonça é única mulher entre os dez artistas mais ouvidos em 2022

Marília Mendonça é a única mulher entre os 10 artistas mais tocados em rádio em 2022 (Foto: Divulgação)
Marília Mendonça é a única mulher entre os 10 artistas mais tocados em rádio em 2022 (Foto: Divulgação)

Após 13 meses da sua morte, a cantora sertaneja Marília Mendonça continua conquistando recordes e marcando números históricos na sua carreira

2023 se inicia, e começamos com mais um marco inédito na carreira de Marília Mendonça, que recentemente ultrapassou a marca de 9 bilhões de visualizações no YouTube, sendo a cantora sertaneja mais assistida na plataforma.

Além dos números grandiosos a cantora sertaneja foi a única mulher a ficar entre os 10 artistas mais tocados no ano passado nas rádios Brasileiras. De acordo com relatório divulgado esta semana, ela atingiu o sétimo lugar com 2,3 milhões de execuções.

Marília Mendonça, um nome forte na história da música sertaneja e que faleceu aos 23 anos em um acidente de avião, segue batendo recorde atrás de recorde.

Em 2022, a eterna ‘Rainha da Sofrência’, que está na lista das 10 cantoras que mudaram a história da música sertaneja, foi a única artista feminina entre os dez mais ouvidos nas rádios brasileiras.

Marília atingiu o sétimo lugar com 2,3 milhões de execuções na lista que é, predominantemente, ocupada por sertanejos.

Veja o ranking abaixo:

1° Gusttavo Lima – 3,407.810 milhões
2° Jorge e Mateus – 3,725.053 milhões
3° Henrique e Juliano – 3,289.119 milhões
4° Zé Neto e Cristiano – 3,102.088 milhões
5° Luan Santana – 2.991.998 milhões
6° Matheus e Kauan – 2,477.678 milhões
7° Marília Mendonça – 2,350.096 milhões
8° Israel e Rodolffo – 2,209.576 milhões
9° Diego e Victor Hugo – 2,135.861 milhões
10° Wesley Safadão – 1,971.278 milhão.

Herança digital de Marília Mendonça vira alvo de polêmicas após disputa judicial milionária

marilia-mendonca-storieMarília Mendonça morreu no dia 05 de novembro de 2021 enquanto viajava para cumprir sua agenda de shows. Na ocasião, sua aeronave caiu em curso d’água próximo da rodovia BR-474, na cidade de Piedade de Caratinga, no oeste de Minas Gerais. Desde então, a herança da cantora sertaneja vem sendo discutida e agora sua família trava uma batalha judicial milionária contra um ex-empresário.

No entanto, uma discussão vem tomando forma entre profissionais e advogados especializados em espólios e heranças. Estamos falando sobre a herança digital, fortemente associada ao caso de Marília Mendonça e muito mais complexa que bens físicos como posses, dinheiro e imóveis.

A discussão ainda é muito recente e envolve uma série de fatores, como criptoativos, contas em redes sociais e até senhas de e-mail, segundo o site Exame. Embora a ação relativa de Marília Mendonça corra em segredo na Justiça, há uma especulação muito grande sobre o quão grande é a sua disputa pelo patrimônio digital, já que em seu nome/autoria estão diversos canais.

Em seu inventário digital contam um perfil no Instagram com mais de 41 milhões de seguidores, um canal do YouTube com mais de 17 bilhões de visualizações, um perfil no Spotify com mais de 10 milhões de ouvintes mensais e muito mais. Há de se considerar também os direitos autorais de todas as músicas da cantora sertaneja.

Sócia da SFCB advogados, Veridiana Fraga confirmou ao Exame o crescimento de questionamentos de clientes sobre os assuntos envolvendo a herança digital, e disse que o caso de Marília Mendonça está sendo acompanhado com atenção: “Temos recebido consultas há cerca de um ano sobre herança digital, se ela faz parte do direito de sucessão ou não”, disse.

lytics>