Mulher morre tentando comprar “picanha mito” em açougue de Gusttavo Lima

Uma mulher começou a passar mal e morreu em meio à confusão que se formou no frigorífico que pertence ao cantor sertanejo Gusttavo Lima em Goiânia

Uma mulher, que não teve sua identidade revelada, veio a óbito após participar de um tumulto ocasionado pela promoção “picanha mito”, no frigorífico que pertence ao cantor sertanejo Gusttavo Lima em Goiânia, no dia das eleições (2/10). A família registrou o boletim de ocorrência na Central de Flagrantes, que faz parte da Polícia Civil de Goiás (PC-GO).

A princípio, a morte foi considerada acidental, de acordo com a Polícia Civil. Segundo o marido da vítima, ela teve uma hemorragia em ocasião de problemas vasculares. “Foi solicitado exame cadavérico para verificar a causa da morte”, informou a PC-GO ao Correio.

O marido contou que após ser espremida no tumulto que se formou no frigorífico, a mulher começou a passar mal com fortes dores na perna e foi para o carro. Com o passar do dia, a perna permaneceu inchada e doendo, então ele a levou em um hospital especializado – que também não teve o nome revelado pela polícia. Ela teve uma hemorragia e não resistiu.

O local onde as dores começaram foi palco de uma confusão por causa da picanha que teve o valor diminuído de R$ 129,99 para R$ 22, para quem aparecesse vestido com a camisa da seleção brasileira. Os clientes quebraram os vidros e empurraram funcionários.

A ação, que era estampada por imagens do presidente Jair Bolsonaro (PL), foi feita em razão do número do presidente que tenta a reeleição. O estabelecimento foi autuado pelo Tribunal Regional Eleitoral ainda no dia da eleição e a promoção foi suspensa.

Leia Também:

Gusttavo Lima fatura milhões com franquias de frigorífico

Gusttavo Lima é uma das maiores mentes empreendedoras da música sertaneja. O marido de Andressa Suita conseguiu multiplicar sua fortuna com negócios milionários, que incluem fazendas, marca de roupas e bebidas, mas uma das suas principais fontes de renda pode ser chamada de Frigorífico Goiás, que tem movimentado milhões para o Embaixador.

Inaugurado no final de 2021, o frigorífico do Gusttavo Lima rendeu mais de R$ 100 milhões nas primeiras 12 horas de venda de franquias, e o negócio só cresce. Já são centenas de franquias espalhadas pelo Brasil e com potencial de expansão gigante, já que, como o próprio sertanejo destaca, é um negócio com alta rotatividade e taxa de lucros.

Ostentando o maior cachê sertanejo da atualidade e com a agenda de shows lotada para os próximos meses, Gusttavo Lima se prepara para mais uma inauguração da filial do Frigorífico Goiás,  dessa vez na cidade de Ribeirão Preto, no interior de São Paulo. O evento de inauguração terá um pocket show da dupla sertaneja Guilherme e Santiago.

Possivelmente o cantor sertanejo não estará presente, já que os empresários Michel Fernandes e Ana Letícia Ribeiro Silvestre foram nomeados para representarem a unidade. “Escolhi Ribeirão Preto para receber o Frigorífico Goiás, devido a cidade ser a Califórnia Brasileira, tem muito chope e churrasco, a cara do nosso Brasil. Fora isso, a cidade também é uma das regiões mais promissoras do país”, diz Michel.

Apesar de todo o glamour e os lucros milionários gerados pelo frigorífico do Gusttavo Lima, o negócio também foi envolvido em uma série de polêmicas que bombaram na internet. Em uma delas, publicada recentemente, uma ex-funcionária ganhou na Justiça uma indenização da empresa por condições de trabalho abusivas.