Música contra Bolsonaro dispara e se torna a mais tocada do Brasil após derrota histórica

Tá na Hora do Jair já ir Embora” bombou no streaming neste domingo (30), dia das eleições presidenciais, e se tornou a mais tocada do Brasil

As Eleições 2022 finalmente acabaram após uma apuração de votos apertadíssima entre Lula e Bolsonaro, que consagrou novamente o ex-presidente do Brasil como o comandante do país a partir do dia 1º de janeiro. Embora os sertanejos tenham apoiado massivamente Bolsonaro, o candidato marcou uma derrota histórica nas urnas.

Isso porque Bolsonaro é o único presidente, até o momento, que não conseguiu se reeleger. Desde 1997, quando a reeleição passou a ser permitida no Brasil, todos os candidatos que tentaram conseguiram um segundo mandato, exceto Bolsonaro, que perdeu as eleições na data de ontem, 30 de outubro. Com a derrota, uma música em específico ganhou muito destaque nas plataformas de streaming.

Tá na Hora do Jair já ir Embora“, música de Tiago Doidão e Juliano Maderada, vinha se destacando entre as músicas virais do streaming e simplesmente bombou na data de ontem. O hit fez mais de 1,4 milhões de reproduções apenas no dia da eleição e atingiu o topo do Spotify Brasil, sendo a música mais tocada do dia da derrota histórica de Bolsonaro.

A música subiu 36 posições direto pro topo do top 50 da plataforma e embalou muitas festas e comemorações pelo Brasil, mas não foi a única: “Lula Lá no Funk” ocupou a 20ª posição no chart e “Lula Lá 2022” a 26ª. “Vai dar PT”, música clássica do cantor Léo Santana, se destacou na 33ª posição.

Por outro lado, a música pró Bolsonaro, “Capitão do Povo”, conseguiu apenas a 45ª posição com 299 mil reproduções.

PATROCINADO

Leia também:

Sertanejos se calam após derrota de Bolsonaro nas urnas

(Foto: Reprodução/Internet)
(Foto: Reprodução/Internet)

Sendo a classe artística que mais apoiou Bolsonaro, os sertanejos viram seus esforços nas redes sociais irem por água abaixo, já que fizeram campanhas massivas para o candidato e chegaram até a participar de um encontro com Jair nas últimas semanas.

Tal encontro acabou pesando para a maioria deles: Gusttavo Lima perdeu milhares de seguidores e teve shows cancelados, Leonardo viu a crise se instaurar na sua família após ser detonado pelo seu próprio filho e outros nomes, como Zezé Di Camargo e Xororó, foram massivamente criticados por internautas.

No entanto, com a derrota de Bolsonaro nas urnas neste domingo (30), a situação foi bem diferente do esperado. Aqueles que passaram dias fazendo campanha para o atual Presidente da República se calaram e preferiram não se manifestar sobre a derrota nas urnas.

Gusttavo Lima, Leonardo, Chitãozinho, Fernando Zor e Zezé Di Camargo, que estiveram no encontro com Bolsonaro, não se manifestaram sobre o resultado das eleições em seus perfis do Instagram. Em contrapartida, Zé Neto, também apoiador assíduo do agora ex-presidente, publicou um vídeo se manifestando, onde ele disse estar triste pelo resultado, mas esperando que Lula faça um bom governo. Cristiano, parceiro de Zé Neto, também preferiu não atacar Lula e disse torcer para o agora Presidente da República.

Fato é que a maioria dos sertanejos preferiu se calar diante da derrota. Afinal de contas, não há nada que possa ser feito neste momento a não ser respeitar a vontade da maior parte da população brasileira.