Urgente: “Navio Cabaré” é denunciado por exploração sexual de jovens e cárcere privado

Palco para shows de Leonardo e Bruno e Marrone, o “Navio Cabaré” virou alvo de um escândalo ao ser denunciado por exploração sexual de jovens. Entenda!

Mais uma grande polêmica assola o projeto “Cabaré“, de Leonardo, que vem sendo alvo de boatos e noticiários desde 2020, com a saída de Eduardo Costa. Com os rumores do encerramento do projeto para o ano que vem, Leonardo e Bruno e Marrone estão realizando um cruzeiro temático do show, batizado de “Navio Cabaré“, que foi envolvido em um escândalo.

Receba as últimas notícias sobre a música sertaneja em nosso canal do WhatsApp

Segundo informações do programa Balanço Geral, da Record TV, o “Navio Cabaré” partia de Santos (SP) com destino a Angra dos Reis (RJ), quando foi interceptado pela polícia após denúncias de exploração sexual de jovens e cárcere privado que estariam acontecendo em suas instalações.

Na operação, quatro jovens com idades entre 18 e 21 anos, naturais de São Paulo e Santa Catarina, foram resgatadas. Segundo o programa, elas teriam sido contratadas por uma agência como modelos, mas ao chegarem no local perceberam que os serviços seriam outros.

As jovens perceberam que os funcionários do local forneciam bebidas suspeitas. Além disso, elas supostamente estariam sendo proibidas de se comunicar externamente e andavam pelo navio sob vigilância. Após momentos de terror, uma das vítimas conseguiu um telefone e ligou para a família, que acionou a polícia.

Após a denúncia, os policiais prenderam o responsável pelo evento ainda na embarcação em flagrante, e passaram a investigar possíveis casos de sequestro ou cárcere privado, assédio, importunação e exploração sexual e tráfico de pessoas.

Shows continuaram normalmente no “Navio Cabaré”

Bruno e Marrone assumiram o projeto com Leonardo (Foto: Reprodução/Internet)
Bruno e Marrone e Leonardo (Foto: Reprodução/Internet)

Apesar do escândalo envolvendo o “Navio Cabaré”, o evento continuou normalmente seu trajeto rumo a Angra dos Reis, no Rio de Janeiro, com os shows de Leonardo, Bruno e Marrone e vários outros cantores sertanejos de sucesso.

A produtora responsável pelo evento destacou que todos os envolvidos na denúncia prestaram depoimentos e já foram liberados por falta de provas. Ainda, segundo a produtora, os casos de cárcere privado não existiram, uma vez que as jovens até saíram do navio para fazer compras e que as cabines não tem tranca externa.

Tendo alegado serem proibidas de manter contato externo, a produtora também alegou que o navio possui acesso à rede e internet, mesmo quando está ancorado em alto-mar. Ainda não há informações sobre o que aconteceu com as jovens e a resolução das denúncias na Justiça.

Assessoria de Leonardo e Bruno e Marrone se pronuncia

O melancólico fim do "Cabaré": polêmicas e brigas marcam o projeto (Foto: Divulgação)
Leonardo e Bruno e Marrone no “Cabaré” (Foto: Divulgação)

Após o escândalo vir à tona, a equipe do Balanço Geral procurou as assessorias dos intérpretes do projeto “Cabaré”, que prontamente se pronunciaram sobre o caso.

Segundo o representantes de Leonardo, ele não sabia sobre o caso e foi contratado apenas para cantar. Já a assessoria de Bruno e Marrone alegou que o que aconteceu não tem relação com a parte artística. Por isso, ambos continuam cumprindo sua agenda de shows em alto-mar normalmente.