Início Notícias Sertanejas Tio de cantor sertanejo reaparece 40 anos após ser dado como morto

Tio de cantor sertanejo reaparece 40 anos após ser dado como morto

Cantor sertanejo Paulo Henrique reencontra tio desaparecido (Foto: Reprodução YouTube)
Cantor sertanejo Paulo Henrique reencontra tio desaparecido (Foto: Reprodução YouTube)

O cantor sertanejo Paulo Henrique Rabelo foi surpreendido ao reencontrar o tio desaparecido há 40 anos e dado como morto pela família

O cantor sertanejo Paulo Henrique Rabelo, da dupla sertaneja Henrique e Rabelo, que mora em Goianésia (GO), fez de tudo para localizar o tio, desaparecido desde 1983. o Artista foi atrás de documentos no Serasa, Detran e instituições que lidam com desaparecidos.

Quando vi que ele realmente estava vivo eu me arrepiei todo. É uma sensação como se tivesse ressuscitado alguém. Foi muito emocionante, foi um belo presente para a minha família”, agradeceu Paulo Henrique Rabelo.
O reencontro, inicial, foi por vídeo e agora a família se organiza para o encontro presencial, que será em Goianésia (GO), a 176 km de Goiânia (GO).

Fidelcino da Silva, de 61 anos, saiu de casa aos 21, em Miranorte (TO), para trabalhar como garimpeiro e nunca mais voltou. Para a família, ele estava morto. Mas o sertanejo jamais se convenceu disso.

Inconformado com a história e o sofrimento de todos, o cantor fez buscas com base no nome completo e número de documentos do desaparecido. Com essas informações, localizou uma moto no nome de Fidelcino em Apiacás (MT), cidade localizada a 1.745 km de Goianésia, onde Paulo e a avó vivem.

Leia Também:

Reencontro aconteceu de forma virtual

Foi aí que o cantor pediu a ajuda da polícia. “Fizemos o encontro por chamada de vídeo. Eu nem acreditei. Contei para ela [a avó de Paulo e mãe do Fidelcino. Ela achou bom demais”, disse Paulo Henrique, contando que a avó, idosa, ficou tão feliz que esqueceu as dores que a fazem sofrer.

Fidelcino disse ter enviado cartas para a mãe, mas como ela mudou de cidade, não recebeu as mensagens. Aposentado, ele mora com a mulher e uma filha em Apiacás e se prepara para conhecer o sobrinho e rever a mãe com quem perdeu contato há 4 décadas.

“Estou muito feliz que me encontraram. Fiquei sabendo notícias da minha mãe, que ainda está viva, e muito em breve estarei chegando para rever minha mãe, todos os meus irmãos, vários sobrinhos que quero conhecer”, contou Fidelcino.

lytics>