SBT quer transformar “Cabaré” em um programa sertanejo para as noites de sábado

Cabaré por virar programa no SBT (Foto: Reprodução Instagram)
Cabaré por virar programa no SBT (Foto: Reprodução Instagram)

Cabaré” pode virar programa no SBT, mas não terá Leonardo no comando da atração

A cúpula do SBT procura novidades para a sua grade no ano que vem, além disso ela quer recuperar a credibilidade junto ao seu público após ela ver sua audiência derreter nos últimos anos.

Parte da direção artística da emissora, tem tentado convencer Sílvio Santos a retornar com um programa sertanejo nas noites de Sábado. O “Sabadão Sertanejo”, comandado por Gugu (Augusto Liberato), foi uma das maiores audiências da emissora nos anos 90.

Mas como o SBT pretende levar uma cara nova as noites de sábado, se pensou na possibilidade de contratar Gusttavo Lima ou de levar o show “Cabaré” nas noites de sábado, que contaria com o revezamento de cantores sertanejos, mas com o apadrinhamento de Leonardo.

Celso Portioli era cotado para apresentar “Cabaré”

(Celso Portiolli | Foto: SBT)
(Celso Portiolli | Foto: SBT)

Celso Portiolli é um dos nomes cotados para comandar “Cabaré”, um dos maiores shows sertanejos que se consolidou em todo o Brasil com Leonardo e Eduardo Costa. Mas a ideia não seguiu adiante, porque o apresentador vai se afastar da telinha para tratar de um câncer na bexiga.

Nos anos 80 o SBT fez muito sucesso com programas sertanejos na sua programação. Chitãozinho e Xororó e João Mineiro e Marciano comandaram os programas dominicais antes do sucesso do “Sabadão”.

O último programa do gênero produzido pelo SBT foi o “Festival Sertanejo” apresentado por Hugo e Tiago. Resta saber quem poderá comandar a versão do “Cabaré”para a TV se a negociação com Leonardo ir adiante.

Eduardo Costa briga pelo nome “Cabaré”

(Eduardo Costa | Foto: Reprodução Instagram)
(Eduardo Costa | Foto: Reprodução Instagram)

O cantor sertanejo Eduardo Costa parece ainda não ter superado o fim do projeto “Cabaré“, em parceria com Leonardo, que acabou após uma série de polêmicas em uma live sertaneja no dia 1° de maio de 2020, onde Eduardo Costa afirmou que transaria pensando na filha de Thaeme e gerou revolta na internet. Agora, mais de um ano do ocorrido e de sua saída da Talismã, o sertanejo tem se revelado muito magoado com Leonardo.

Eduardo Costa não aceitou ser trocado por outros artistas no projeto Cabaré. O cantor sertanejo sente-se traído por Leonardo e chegou a discutir sobre o uso do nome do show “Cabaré”, afirmando que o projeto foi a sua criação e que ele não faria com mais ninguém que não fosse o próprio pai de Zé Felipe.

No entanto, após polêmicas, Leonardo rompeu drasticamente com o seu ex amigo e o trocou por outros nomes da música sertaneja, como Gusttavo Lima e Marília Mendonça, que bombaram em outras edições da live sertaneja. Em uma série de entrevistas, Eduardo Costa revelou que o “Cabaré” é uma criação própria sua e que ele ficou revoltado com a atitude de Leonardo de excluí-lo das lives, afirmando que era falta hombridade e que ele teria sido “tirado da própria casa”:</p

“Se me perguntar: Existe alguma chateação de você com o escritório?, eu vou falar que existe sim, devido ao nome Cabaré. Foi um nome que eu criei, e eu não tenho nada contra nenhum artista, contra ninguém, mas eu tenho um pouco de ciúme das coisas que eu criei”, disparou em uma entrevista ao canal do Conceito Sertanejo.

Criador e fundador do Movimento Country. Radialista e Publicitário