Conheça os sertanejos que recusaram o convite de Lula e continuam apoiando o ex-presidente Jair Bolsonaro

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) está planejando um encontro com alguns cantores sertanejos, segmento que apoiou em massa a candidatura de Jair Bolsonaro (PL) nas últimas eleições. As informações são do colunista Lauro Jardim, do jornal O Globo. O convite, que tem como objetivo estreitar relacionamentos, teria sido feito pelo senador Jorge Kajuru, tendo o cantor Leonardo como ponte principal.

Bruno & Marrone, Chitãozinho & Xororó, Eduardo Costa, e Gusttavo Lima estão entre os artistas que teriam recebido o convite. Segundo o portal Leo Dias, pessoas próximas a Leonardo garantem que o encontro com Lula não irá acontecer. A equipe do cantor, apesar de não negar a aproximação, afirmou que o ‘almoço de relacionamento’ não está confirmado devido à frenética rotina de shows de Leonardo. Vale lembrar que Leonardo é um apoiador declarado do ex-presidente Jair Bolsonaro.

Bruno & Marrone disseram, em nota, que a dupla desconhece o convite. Já Eduardo Costa afirmou que não tem interesse em tal aproximação, dizendo: “Não tem interesse em tal aproximação, portanto não iria em hipótese alguma”.

A IstoÉ Gente fez um levantamento e lista alguns cantores sertanejos que são apoiadores declarados de Bolsonaro. Confira!

Cantores Sertanejos que Apoiam Bolsonaro

(Sertanejos com Bolsonaro) Foto: Divulgação
(Sertanejos com Bolsonaro) Foto: Divulgação

Amado Batista
Amigo pessoal de Jair Bolsonaro, o cantor goiano tem inúmeros encontros e almoços com o ex-presidente, e faz questão de não esconder seu apoio.

Bruno, da dupla com Marrone
Durante uma live em julho de 2020, Bruno rasgou elogios a Bolsonaro: “Não que eu seja bolsonarista, não, falo do Bolsonaro porque ele é um cara honesto. O Brasil estava precisando de pessoas honestas, para limpar essa ‘desgramaiada’ que estava aí, tudo roubando a gente”, disse o cantor na ocasião.

Gusttavo Lima
A relação entre o artista e a família de Jair Bolsonaro é bem próxima. Em suas redes sociais, Bolsonaro já defendeu Lima após ele ser atacado por fazer uma live sem respeitar as medidas restritivas contra a Covid-19, em abril de 2021.

Henrique e Juliano
A dupla participou, ao lado de outros cantores sertanejos, em janeiro de 2021, de um encontro com Bolsonaro, no Palácio do Planalto. Na ocasião, eles levaram uma carta de apoio ao governo federal e ao presidente.

Naiara Azevedo
Em janeiro de 2021, Naiara e outros cantores como Amado Batista, Sorocaba, Rick, da dupla com Renner, e Netinho participaram de um almoço promovido por Jair Bolsonaro, que teve como objetivo discutir soluções para os setores de eventos, turismo e gastronomia, afetados durante a pandemia da Covid-19.

Rick, da dupla com Renner
Em 2021, Rick e outros cantores marcaram presença no almoço promovido por Bolsonaro para discutir soluções para os setores de eventos, turismo e gastronomia.

Sorocaba, da dupla com Fernando
Em janeiro de 2021, Sorocaba participou do mesmo almoço com Bolsonaro, discutindo os problemas dos setores de eventos, turismo e gastronomia durante a pandemia.

Sérgio Reis
Em agosto de 2021, Sérgio Reis organizou uma manifestação nas redes sociais para o dia 7 de setembro, em apoio a Bolsonaro, com a participação de caminhoneiros e agricultores em Brasília. “Vocês que estão afim de salvar o Brasil, vamos com a gente para Brasília”, disse o cantor.

Zé Neto, da dupla com Cristiano
Durante um show em Sorriso, Mato Grosso, Zé Neto disse não depender da Lei Rouanet, em referência aos discursos bolsonaristas que criticam a lei.

Zezé Di Camargo
Em maio de 2021, Zezé publicou um vídeo em sua rede social afirmando ter votado em Bolsonaro e que votaria novamente, além de defender o ‘voto impresso’, algo proposto por Bolsonaro.

O rompimento entre Lula e os sertanejos surpreende e expõe ainda mais a polarização política no país. A verdade vem à tona sobre os apoios e rejeições no mundo da música sertaneja, causando um climão e revelando as escolhas e preferências políticas dos artistas.

Share.