Sérgio Reis volta atrás e comemora participação em Pantanal após esnobar a Globo: “Bobagem minha”

Sérgio Reis comemora participação no remake de Pantanal após fazer duras críticas contra a Globo 

Sérgio Reis decidiu deixar de lado sua revolta contra a TV Globo. Isso porque ele finalizou as gravações de sua participação especial no último capítulo de Pantanal, prevista para ir ao ar na sexta-feira, 7 de outubro. Ao todo, foram dois dias de filmagens, com direito a festa de casamento e roda de viola com Almir Sater, Guito e o elenco em peso do folhetim.

Para quem não se lembra, o cantor sertanejo interpretou peão Tibério na primeira versão da novela, exibida em 1990 pela extinta TV Manchete. Entretanto, o veterano acreditava que não seria convidado para participar do remake e não daria “audiência” para o canal.

Em conversa para o site OFuxico, Sérgio Reis elogiou a equipe depois de ter feito críticas contra a Globo.Bobagem minha, eu entendi que mudam os personagens, mudam as histórias, não tinha nem lugar para mim lá, entende? Eu ia fazer o que lá? Mais um peão? Bobagem…”, disfarçou o cantor.

Sérgio ainda falou bem de toda a equipe do folhetim e de como será sua colaboração. “Participamos da festa de casamento de todos eles. Em um segundo dia de gravação, fizemos uma roda de viola, eu o Almir (Sater) e o outro Tibério. Os dois Tibérios”, disse ele rindo, com referência ao ator Guito. “Ele é bonzinho, é um bom ator e toca bem viola”, elogiou o cantor.

As gravações ocorreram no Rio de Janeiro. Todo mundo numa alegria danada, porque a novela está fazendo sucesso. Gravamos no Clube de Corpo de Bombeiros, na Barra da Tijuca. Lá, tem uma água boa, tem um mato na frente, como se estivéssemos no Pantanal, mesmo. Eu toquei enquanto eles dançavam no casamento, toda aquela farra. O pessoal é muito carinhoso. E acaba que a gente faz novas amizades, é interessante isso…”, celebrou o veterano.

O cantor contou ainda quem lhe convenceu a participar da nova versão de Pantanal: “O Almir (Sater) que me ligou: ‘Ôh, grandão, vamos fazer, vamos matar a saudade, é muito importante a sua presença’. Cantamos “Comitiva Esperança”, foi muito legal, mesmo”.

Leia também:

Por que Sérgio Reis esnobou a Globo?

O cantor Sérgio Reis (Foto: Reprodução/Instagram)
O cantor Sérgio Reis (Foto: Reprodução/Instagram)

Em maio deste ano, Sérgio Reis concedeu uma entrevista polêmica ao jornal Folha de S. Paulo dizendo que “não ajudaria a levar Ibope” da Globo. Ao ser questionado se foi chamado para a nova versão de Pantanal, assim como aconteceu com outros artistas, Sérgio foi direto. “Não, não… E nem iria! Não quero me aliar a Globo, não vou ajudar a Globo em nada. Eu sei que eu dou bom Ibope”, garantiu.

Na época, o cantor ainda falou que nem foi procurado, mas que sua posição política, já que é apoiador de Bolsonaro, tiraria qualquer possibilidade. “Não, não…nem cogitaram. Eu sou Bolsonaro. Quem é Bolsonaro eles não põem. Entendeu? Aí eu não vou. Não vai acrescentar nada à minha vida… Não quero fazer nada com a Globo, declarou Sérgio Reis.