Famoso sertanejo fica sem nada, clama por emprego em emissora e vira caminhoneiro: “Difícil”

Famoso cantor sertanejo precisou recorrer ao auxílio emergencial do governo para garantir seu sustento

Um famoso nome do mundo sertanejo enfrentou dificuldades por conta da crise pandêmica e a sua falência. Trata-se do cantor Donizeti Camargo, que chegou a procurar um emprego no programa, Especial Sertanejo, transmitido pela Record.

Para quem não sabe, ele já trabalhou no programa no passado, mas não teve sucesso na permanência devido a exigência solicitada, tendo que ter um patrocínio de, ao menos, 50 mil reais para garantir um horário.

Assim sendo, sua solução para se manter foi o auxílio emergencial do governo. “Vou ser sincero. O auxílio emergencial foi só realmente para me dar uma ajuda para colocar comida em casa”, contou

De acordo com o artista, ele conseguiu uma indicação do irmão para atuar como caminhoneiro. “Para mim não foi difícil me adaptar, hoje é meu ganha pão neste momento da pandemia. Como eu não posso trabalhar com shows, eles pararam, eu estou caminhoneiro”, declarou o sertanejo.

Já em entrevista a Catia Fonseca, durante o programa o Melhor da Tarde, o cantor falou comentou comento foi encarar a nova profissão.

“Obviamente, eu queria estar junto ao meu público. Eu recebo mensagens muito bacanas no meu Instagram, falando sobre meu trabalho e o trabalho que eu estou fazendo. Assim que passar a pandemia, eu vou voltar para os palcos. Foi a forma que eu encontrei de ganhar o meu ganha pão”, afirmou Donizeti.

Leia também:

Cantor lançou grandes sucessos

Donizeti Camargo entrou em falência (Foto: Reprodução)
Donizeti Camargo entrou em falência (Foto: Reprodução)

 

Convém ressaltar que ao longo da sua carreira, Donizeti Camargo conquistou 2 discos de ouro, entre os seus 18 projetos gravados e atraiu multidões durante os shows por todo o Brasil. A música Galopeira, por exemplo, foi cantada por grandes nomes da música brasileira, como Chitãozinho e Xororó e Zezé Di Camargo e Luciano.

Além disso, o cantor teve emprego na Rádio Metropolitana de Mogi das Cruzes e comandou o Especial Sertanejo, na Record, que acabou chegando ao fim.